• mapa de mídias
  • Portal SEI
  • Banner racismo
  • Estado voluntário
  • Bahia estado voluntário

Cultura

04/12/2019 13:20

Festa de Santa Bárbara inicia calendário de festejos populares na Bahia

O período de festejos populares na Bahia foi aberto nesta quarta-feira (4), com a tradicional festa de Santa Bárbara, que no candomblé é Iansã. O Largo do Pelourinho ficou lotado de fiéis, devotos e turistas que vieram participar da missa campal.

A Festa de Santa Bárbara é organizada pela Irmandade dos Homens Pretos, responsável pela Igreja do Rosário dos Pretos, que fica no Pelourinho. O evento tem apoio do Governo do Estado e envolve a Secretaria de Cultura através do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado da Bahia (Ipac) e Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI).

A secretária de Cultura, Arany Santana, comentou a importância da presença do estado na festa. “É o Governo do Estado da Bahia apostando na diversidade da nossa cultura. No momento que o governo apoia a Festa de Santa Bárbara, que é de cunho religioso católico, também ressalta a força e a resistência da mulher baiana e homens também. O governo entende que pulsam aqui as religiões de matriz africana e a igreja com muita tolerância e respeito acolhe essa manifestação. Essa é a festa que tem a cara da Bahia e é um marco da nossa cultura e diversidade”.

De acordo com o diretor do CCPI, André Reis, além do Largo do Pelourinho, o Pedro Archanjo, Tereza Batista e Quincas Berro D’Água serão palcos de shows gratuitos até as 21h30. “É uma festa que abre o calendário de festejos populares até o carnaval. Na programação, decidimos valorizar esse dia de homenagens a Santa Bárbara e os largos, a partir das 14h, estarão com atrações para agradar todos os públicos que se encontram na festa de hoje”.

Após a missa campal, o público saiu em procissão acompanhando a imagem de Santa Bárbara e mais sete santos. O destino final foi o quartel do Corpo de Bombeiros na Barroquinha. A santa é padroeira da corporação. No local também é servido o tradicional caruru de Santa Bárbara que neste ano foi para 1.500 pessoas.

Segundo o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Francisco Teles, o quartel deve recebe cerca de 5 mil pessoas no dia da festa. “Por ser padroeira do Corpo de Bombeiros e pela sua história de vida, temos a obrigação de cultuar e homenagear Santa Bárbara. É uma festa religiosa que agrega a parte profana com muita alegria e sempre abrimos nosso quartel para servir o nosso tradicional caruru. Recebemos aqui as imagens e ao final realizamos o banho de água benta que é feito com a nossa primeira viatura, a vovó”, conta.


Repórter: Jairo Gonçalves

Áudio:

Vídeo:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.