• Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Investimentos na região sisaleira

Blog do Programa Digaí, Governador!

Digaí

Digaí, Governador! - Programa #05 - 31/03/2015



O projeto Educar Para Transformar – Um Pacto pela Educação, lançado na segunda-feira (30) durante evento no Senai/Cimatec, em Salvador, é o destaque do programa de rádio ‘Digaí, Governador!’ desta semana. “É um mutirão conclamando toda a sociedade a favor da educação, a favor da cultura, da arte e do esporte”, enfatiza Rui Costa.

OUÇA O PROGRAMA ABAIXO



No programa disponível no Blog Digaí, Governador!, Rui enfatiza que se hoje está na cadeira de governador, “eu tenho que agradecer muito à minha família, ao meu pai e à minha mãe, que colocaram a educação no primeiro plano. Ela dizia sempre: eu não tenho patrimônio para deixar pra vocês, o único bem valioso que eu vou entregar para vocês é a educação. Por isso, estudem, estudem e estudem!”

Ainda na edição o governador ressalta a entrega, no domingo (29), quando Salvador completou 466 anos, de obras de contenção de encostas para maior proteção e segurança às comunidades de Cajazeiras VI e Águas Claras.

Rui afirma que, no mesmo dia, fez a entrega de 731 títulos de casas a famílias, no bairro do Uruguai, conheceu “o projeto espetacular de Margareth Menezes, a Fábrica Cultural, e assumi o compromisso de fazer dali uma referência cultural para a Cidade Baixa”.


Veja fotos do lançamento do projeto Educar para Transformar:



Conheça mais sobre o projeto Educar Para Transformar: http://migre.me/peZTE


O governador também comenta perguntas feitas por estudantes e professores referentes ao projeto Educar Para Transformar – Um Pacto pela Educação, e encerra o programa desejando “feliz Páscoa a todos os baianos e baianas”.

O programa ‘Digaí, Governador!’ é produzido pela Secretaria de Comunicação Social (Secom), veiculado toda terça-feira, às 7h30, pela Rádio Educadora FM 107,5 MHz e reproduzido por vários veículos de comunicação. Está disponível na internet e pelo telefone 0800-071-7328.

Confira o vídeo do programa desta terça-feira (31):



LEIA, NA ÍNTEGRA, O TEXTO DA QUINTA EDIÇÃO DO PROGRAMA "DIGAÍ, GOVERNADOR!"


Edmundo Filho:


Olá, tudo bem? Eu sou Edmundo Filho e este é o nosso encontro semanal com o governador Rui Costa.


Edmundo Filho:

Governador Rui Costa, é com alegria e satisfação que voltamos a conversar. Uma semana em que se comemorou, no domingo, 466 anos da fundação de Salvador. Tudo bem, governador?


Governador Rui Costa:

Tudo bem. É um dia de festa e eu tive a oportunidade de fazer a entrega, no domingo, de obras de encostas que visam dar proteção, segurança, as comunidades que vivem no morro, assim como eu vivi até os 22 anos. E tive a oportunidade também de fazer a entrega de 731 títulos das casas das pessoas lá no Uruguai. E no final de tarde, à noite, eu fui conhecer o projeto espetacular de Margareth Menezes, a Fábrica Cultural. Eu assumi o compromisso de fazer dali uma referência cultural para a Cidade Baixa, para Itapagipe e nós vamos juntos fazer aquela importante obra e, com certeza, aquela região da cidade, que para mim é uma das mais bonitas, senão a mais bonita da nossa cidade, nós vamos ter um belíssimo equipamento lá, para todos que moram lá, para toda a cidade e eu diria até para quem nos visita.


Edmundo:

Outro marco dessa semana, governador, foi o lançamento do Pacto pela Educação, nesta segunda-feira, com a participação de mais de 300 prefeitos. Digaí, governador?


Rui Costa:

Eu diria, assinando um termo de compromisso, onde o governo do Estado fará várias ações em parceria com os municípios e também terá reciprocidade dos municípios em muitas ações. Eu repito sempre: “Se hoje eu estou na cadeira de governador, eu tenho que agradecer muito a minha família, a meu pai, a minha mãe, que colocaram a educação no primeiro plano”. E ela dizia sempre: “Eu não tenho patrimônio para deixar pra vocês. O único bem valioso que eu vou entregar a vocês é a educação, portanto, estudem, estudem e estudem”! E peço a sua ajuda, independente da função ou da atividade que você exercer. É um mutirão conclamando toda a sociedade a favor da educação, a favor da cultura, da arte e do esporte.


Edmundo:

Governador, nós temos aqui uma série de participações de alunos, de professores. Começamos com a pergunta do aluno Arbies Peixinho, de Monte Santo: “Governador, o que é o Pacto pela Educação? E o que ele vai proporcionar para a gente e para o nosso futuro?”


Rui Costa:

Ô Peixinho, o Pacto prevê muitas ações. Entre as ações a informatização da escola, o registro do estudante para que nós tenhamos um relatório vivo e presente a cada mês, a cada semana, como é que está assiduidade, como é que está a presença dos alunos na escola, e também a realização das aulas, porque a nossa meta é aula 100%, não ter aula vaga, não ter ausência de professor, e para isso nós vamos fazer o trabalho motivacional, mas também um trabalho de registro, via internet, via registro dos alunos na escola, para saber como é que anda o desempenho de cada escola.


Edmundo Filho:


Outra participação é do Stênio Ribeiro. Ele é professor da Escola Parque. E ele quer saber o que vai mudar na vida dos professores a partir do Pacto pela Educação?


Rui Costa:

Olhe Stênio, em primeiro lugar, eu acho que muda a visibilidade, o respeito, o carinho de toda a sociedade. A educação está ganhando o primeiro plano, uma posição privilegiada, mais atenção, um olhar especial e mais visibilidade. Educação não se faz sem professor. Educação é preciso a família e é preciso o professor. E se a gente der as mãos, professores e família, nós haveremos de ser vitoriosos nessa cruzada.


Edmundo:


Governador, o que a gente percebe, então, é a que a participação dos profissionais de educação é fundamental, assim como o envolvimento da sociedade. E aqui tem a participação do William Ganem, ele é pai de uma aluna da rede pública estadual e, como o senhor, acredita também que a participação da família é essencial: “Eu tenho certeza absoluta que a família presente na escola, acompanhando melhor o aluno na escola, o resultado vai ser muito significativo. Com certeza o aluno vai ter um rendimento muito melhor, muito maior e os próprios pais podem colaborar na formação do caráter com os professores, não é? Estar fazendo uma parceria que vai ser muito importante”.


Rui Costa:


William, eu não acredito em uma evolução da educação se não tiver o abraço, o aperto da família. E é importante uma criança, um adolescente, quando chega da escola, quando tem suas tarefas, mesmo que o pai não tenha um conhecimento ou a mãe suficiente para ensiná-los, mas que dê apoio, que sente do lado, que pergunte como é que foi o dia na escola. Pode pedir ajuda a algum parente, a algum vizinho, a algum amigo se o filho tem dificuldade. Assim fazia a minha mãe, que quando os filhos dos vizinhos tinham dificuldades, ela pedia que eu ajudasse a ensinar, a dar reforço escolar. Então, eu diria que se a família tiver engajada, a gente sempre arruma um jeitinho de ajudar o filho, o sobrinho, o neto na escola. É isso que nós estamos pedindo.


Edmundo:


A coordenadora, em exercício, do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, a Marilene Betros, também se incorpora a essa luta: “A luta deve ser de todos, e nós esperamos que, no futuro, esse Pacto renda bônus positivos para a Educação”.


Rui Costa:

Marilene, eu tenho convicção da importância do professor nesse programa do Educar para Transformar. A educação se faz com a família, mas, fundamentalmente, também na escola. E dentro da escola o professor tem um papel extraordinário. Eu diria até que ele é referência para os alunos. Portanto, chegou a hora, você que é professor, de abraçar esse programa, participar desse grande mutirão a favor de uma sociedade melhor, tendo como base prioritária a educação, arte e cultura.


Edmundo:

Governador Rui Costa, muito obrigado, mais uma vez, pela participação em nosso programa e até o nosso próximo encontro. Um abraço!


Rui Costa:


Olha, um abraço, mas antes eu quero desejar uma feliz Páscoa para todos os baianos e baianas. Que possamos, ao longo dessa Semana Santa e no Domingo de Páscoa, confraternizar em família, reafirmar os nossos valores religiosos, independente da fé, ou da crença ou da opção que cada um tenha. O importante é que tenha amor na família, paz, e que juntos possamos construir um Estado ainda melhor. Feliz Páscoa para todos!


DIGAÍ SEU COMENTÁRIO:


Deixe sua mensagem
Seu nome
Seu e-mail
Cidade
Mensagem
Digite o código ao lado *
Captcha Image Carregar outra imagem


Voltar    Imprimir Página