• Programa Primeiro Emprego
  • Prêmio de boias práticas 2017
  • Partiu Estágio
  • Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Investimentos na região sisaleira

Blog do Programa Digaí, Governador!

Digaí

Digaí, Governador! - Programa #42 - 02/06/2016


O Governador Rui Costa destaca os investimentos estrangeiros no interior do estado, anunciados por grupos da China, Inglaterra e Portugal, que ampliam a descentralização do desenvolvimento da Bahia. “Nós tivemos três anúncios importantes esta semana. O primeiro [é sobre a] construção de uma fábrica de motocicletas de 50 cilindradas e de 125 cilindradas [pela China Yasuna Group] no município de Una [na região sul]”, afirma Rui Costa. Ele ressalta que, “em julho, estaremos com as obras em andamento para instalação da unidade [...], gerando emprego [e] renda...”

Ainda sobre a atração de investimentos, o governador cita o município de Nova Soure, onde uma fábrica que produzia sucos, e “estava fechada há anos” foi adquirida pelo grupo inglês Sono Internacional. “Nós iremos integrar isso com a agricultura familiar [...] porque se a indústria é importante, [...] mais importante ainda será a retomada da agricultura familiar [...] Então, Nova Soure, a região nordeste, volta a ser um polo produtor de frutas”.



Rui enfatiza também o investimento da empresa portuguesa Euroeste, no município de Barra, à beira do Rio São Francisco, no oeste, onde está implantando um grande projeto para criação e abate de 40 mil porcos anualmente. “Eles [a empresa] vão fazer criação em confinamento, com plantação de soja e de outros produtos para alimentar os porcos, e parte da produção [vai] ser exportada para a Europa”.

Empréstimo do BIRD para recuperar rodovias


Outro assunto do programa é o empréstimo do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), no valor de US$ 200 milhões, equivalente a R$ 740 milhões, para o Programa de Restauração e Manutenção de Rodovias Estaduais (Premar). “É uma ajuda enorme, nós estávamos há um ano e meio [buscando] a assinatura do contrato de empréstimo”, ressalta Rui.
O empréstimo do Bird - instituição financeira do Banco Mundial – garante a recuperação de 2.370,51 Km de 16 estradas baianas, de acordo com informações da Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra). Somente na BA-052, passarão por melhorias 459.07 Km, compreendendo o trecho BR-116/Irecê/Xique-Xique. Já a BA-210 terão recuperados 371,66 Km, no percurso BR-110/Paulo Afonso, Curaçá e Juazeiro.

Agenda no interior e em Salvador

Nesta quinta-feira [2], “nós estaremos em Santa Inês fazendo inaugurações no município. Na sexta-feira [3],em Santo Antônio de Jesus, visitando as obras do Complexo Industrial, onde vamos montar um parque industrial, e no sábado [4], inaugurando vários sistemas de água na cidade de Ipirá”.

Quanto à capital baiana, o governador cita “o maior investimento” da sua história. “São R$ 8 bilhões em mobilidade urbana. É o metrô, as avenidas que vão cortar a cidade, o VLT, e domingo [5] mais uma etapa de tantas inaugurações [a nova Avenida Orlando Gomes], que nós estamos fazendo em Salvador. [...] Vai ter uma programação na manhã inteira e no início da tarde, [com] muito lazer”.

Segundo o governador, “na verdade [é uma avenida] mais que duplicada. [...] Hoje tem oito pistas e quando estiver completa chegará ao Subúrbio [Ferroviário de Salvador] e será implantado um modal de BRT. São 22 quilômetros, da Orla Atlântica até o subúrbio, quando estiver completa”. O governador diz que irá para a inauguração de bicicleta. “Vou chegar e passear lá de bicicleta com as minhas filhas e minha família”.

Ouça o programa abaixo!


Edmundo Filho:
Olá, eu sou Edmundo Filho e a partir de agora você acompanha mais uma edição do Digaí, Governador!, em uma semana de boas notícias, principalmente para o interior do Estado. Tudo bem, governador? Novos investimentos chegando e do exterior.

Governador Rui Costa:
Ah, sim, Edmundo. Boas notícias. Nós tivemos três anúncios importantes essa semana. O primeiro, da construção de uma fábrica de motocicletas de 50 cilindradas e de 125 cilindradas, no município de Una. Eu quero parabenizar a nossa prefeita, a região inteira, porque não beneficia só um município. A região inteira... Em julho estaremos com as obras em andamento para instalação da unidade. E vamos produzir moto na Bahia, gerando emprego, renda e, quem sabe, no futuro breve, a produção, inclusive, desses motores aqui em nosso Estado.

Edmundo:
Aliás, são investimentos de três Países diferentes, não é governador?

Rui Costa:
Ah, sim. A moto da China... No município de Nova Soure uma fábrica que estava fechada há anos de produção de sucos. O pessoal da Inglaterra comprou e nós iremos integrar isso com a agricultura familiar, Edmundo, porque se a indústria é importante, a revitalização da fábrica de sucos, mais importante ainda será a retomada da agricultura familiar para a produção da goiaba, do caju, diversas frutas que vão fornecer para essa indústria. Então, Nova Soure, a região nordeste, volta a ser um polo produtor de frutas, gerando renda e emprego. Não só na cidade Nova Soure, mas na região inteira. E nossa Secretaria de Agricultura Familiar vai apoiar. Assim como os portugueses que estão lá no oeste implantando um grande projeto no município de Barra, à beira do Rio São Francisco, para criação e abate de 40 mil porcos anualmente. Eles vão fazer criação de confinamento, com plantação de soja e de outros produtos para alimentar os porcos e parte dessa produção ser exportada para a Europa. Portanto é emprego e renda que vai ficar na região oeste da Bahia, no Estado da Bahia, e nós vamos buscar integrar esse grande projeto com os pequenos produtores, assim como no projeto aqui de Nova Soure nós vamos integrar com a agricultura familiar. São três boas notícias essa semana. Emprego chegando nesse momento de crise e a Bahia, com muito trabalho, fé em Deus, caminhando no sentido de gerar emprego, principalmente no interior do nosso Estado.

Edmundo:

É a descentralização do investimento do Estado, em parceria com a iniciativa privada, governador, mas tudo isso também precisa de investimento em logística e infraestrutura. Essa informação da assinatura do contrato com o Bird, do Banco Mundial, para a recuperação de estradas, também caminha para essa direção?

Rui Costa:

Ah sim, essa é uma ajuda enorme, e nós estávamos há um ano e meio batalhando essa assinatura do contrato de empréstimo do Banco Mundial – US$ 200 milhões -. Isso equivale a quanto hoje? A cerca de R$ 740 milhões que serão integralmente aplicados na infraestrutura das rodovias baianas.

Edmundo Filho:

Como a BA 210 – Estrada do Feijão...

Rui Costa:
210, a chamada Estrada do Feijão, que é a BA-052, a Estrada do Baixo Sul e do Sul que é a 001 e outras estradas que receberão recursos desse empréstimo. Eu digo sempre ‘a estrada é necessária para levar conforto, segurança à população, mas para garantir o escoamento da nossa produção’. Então estão chegando as empresas, e junto com as empresas, chegando a estrada nova pra garantir desenvolvimento para nosso interior do Estado.

Edmundo Filho:
Por falar em rodovia, o senhor coloca o pé na estrada mais uma vez esta semana, não é governador? Em Santa Inês – nesta quinta-feira, sexta-feira tem Santo Antônio de Jesus, e no sábado, Ipirá, e não para por aí, não é?

Rui Costa:

A correria é grande. Nesta quinta-feira nós estaremos em Santa Inês fazendo inaugurações no município. Na sexta-feira em Santo Antônio de Jesus visitando as obras do Complexo Industrial, onde nós vamos montar um parque industrial, e no sábado, inaugurando vários sistemas de água na cidade de Ipirá. E domingo, aqui em Salvador, a capital da Bahia ganha o maior investimento da sua história. São R$ 8 bilhões em mobilidade urbana. É o metrô, as avenidas que vão cortar a cidade, o VLT, e domingo é mais uma etapa de tantas inaugurações que nós estamos fazendo em Salvador e no Estado da Bahia, e eu quero convidar a todos de Salvador para domingo trazer a família, a criançada. Vai ter uma programação a manhã inteira e no início da tarde, de muito lazer, para turma poder conhecer essa grande nossa nova Avenida Orlando Gomes.

Edmundo Filho:
Foi duplicada não é?

Rui Costa:
Na verdade mais que duplicada. Ela é uma avenida de duas pistas – mão e contra-mão -, e hoje tem oito pistas e ela quando estiver completa chegará ao Subúrbio, e será implantado um modal de BRT. São 22 quilômetros, da Orla Atlântica até o Subúrbio, quando ela estiver completa. Nós estamos inaugurando a primeira etapa, que é a Orlando Gomes mais o complexo de viadutos da Paralela. E você é nosso convidado domingo a estar com a criançada lá. Eu vou de bicicleta, vou chegar e vou passear lá de bicicleta com as minhas filhas e minha família, e você é convidado a estar conosco lá.

Edmundo Filho:
Governador Rui Costa, mais uma vez obrigado pela participação em nosso programa. Você também que participa com a gente, apresente suas sugestões, as suas críticas, interaja com o Digaí, Governador!, na página secom.ba.gov.br. Governador, mais uma vez obrigado, e até o nosso próximo encontro.

Rui Costa:
Eu é que agradeço nossos amigos e amigas que acompanham sempre o Digaí, Governador!


DIGAÍ SEU COMENTÁRIO:


Deixe sua mensagem
Seu nome
Seu e-mail
Cidade
Mensagem
Digite o código ao lado *
Captcha Image Carregar outra imagem


Voltar    Imprimir Página