• mapa de mídias
  • Portal SEI
  • Banner racismo
  • Estado voluntário
  • Bahia estado voluntário

Saúde

02/12/2019 11:57

Hospital Octávio Mangabeira inicia mutirão para a realização de teste de sopro

Um mutirão realizado pelo Hospital Especializado Octávio Mangabeira (HEOM), no bairro de Pau Miúdo, em Salvador, deve atender 1,6 mil pacientes até sexta-feira (6) para a realização do exame de espirometria. A unidade, que é vinculada à Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), iniciou a campanha “Dezembro Verde-Respire Vida” nesta segunda-feira (2) como forma de atender a grande demanda existente pelo procedimento.

Popularmente conhecido como teste de sopro, o procedimento é indicado para os portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Entretanto, o diretor-geral do HEOM, Marcelo Chalhoub, lembrou que é necessário buscar mais orientações numa consulta médica. “A espirometria tem várias funções e a principal delas é avaliação da função pulmonar. Ela mede o ar que entra e sai dos pulmões. É indicado para pacientes grandes fumantes, pré-operatórios, pacientes com risco de doença respiratória. As indicações são extremamente diversas”.

O médico pontuou ainda que não existem sintomas específicos para a recomendação do exame. “Até a falta de ar, que talvez fosse o principal sintoma,  pode ser uma questão cardíaca e não necessariamente pulmonar. Cada paciente tem que ser avaliado clinicamente por seu especialista e ele decidir se a espirometria irá beneficiar ou não. O grande tabagista, esse sim, deve fazer o exame”, acrescentou.

O eletricista José Jorge é paciente do Hospital Octávio Mangabeira e faz o teste a cada seis meses em função  do seu histórico de ex-fumante. “Já é a terceira vez que faço esse exame. Aqui no HEOM, o atendimento é especial e estou sempre realizando meus exames”.

De acordo com a coordenadora do Ambulatório Geral do HEOM, Rita Lima, para conseguir atendimento é necessário que o paciente apresente requisição médica para exame de espirometria. “A campanha teve como iniciativa uma demanda reprimida existente. Atendemos aqui pacientes da capital, interior e até mesmo de outros estados, como Sergipe, por exemplo. A nossa unidade é a única no estado que oferece o exame de espirometria e com o laudo em mãos ele poderá ser encaminhado para o tratamento mais adequado à sua necessidade”.

Rita Lima também explicou que, no local, podem ser atendidos pacientes encaminhados pela rede básica de saúde ou oriundos da rede privada, sempre com encaminhamento médico. Até sexta-feira (6), os pacientes devem se dirigir ao Ambulatório Geral do Hospital Especializado Octávio Mangabeira, para participar do mutirão. A unidade funciona das 7h às 19h e a previsão é de que sejam atendidos, em média, mais de 200 pacientes por dia.

Repórter: Jairo Gonçalves

Áudio:

Vídeo:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.