• mapa de mídias
  • Portal SEI
  • RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova

Saúde

09/07/2019 14:00

260 mil moradores do norte baiano passam a contar com Policlínica Regional em Paulo Afonso

Nove municípios do norte da Bahia vão contar com os serviços de mais uma Policlínica Regional de Saúde. O equipamento será inaugurado na sexta-feira (12), em Paulo Afonso, e vai atender os cerca de 260 mil moradores das cidades que integram o Consórcio Interfederativo de Saúde. Foram investidos, pelo Governo do Estado, R$ 22 milhões na construção e aquisição de equipamentos.

Além da cidade onde está o equipamento, Abaré, Chorrochó, Glória, Jeremoabo, Macururé, Pedro Alexandre, Rodelas e Santa Brígida terão à disposição consultas médicas em diversas especialidades como angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastrenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia.

A Policlínica Regional de Saúde em Paulo Afonso terá 69 profissionais atuando para dar assistência à população. São médicos, enfermeiros, psicólogo, farmacêutico, nutricionista, ouvidor, assessores técnicos, assistente social, técnicos em enfermagem, técnicos em radiologia e assistentes administrativos. Todos eles contratados em regime CLT pelo Consórcio Interfederativo de Saúde.

Somando-se à construção e aquisição de equipamentos e mobiliário, o Governo do Estado disponibilizou também micro-ônibus para o transporte de pacientes que residem nos outros municípios integrantes do consórcio público de saúde. Para a construção da unidade, foram mobilizados cerca de 300 trabalhadores, gerando empregos na região.

A policlínica também oferecerá diversos exames como ressonância magnética (com e sem contraste), tomografia (com e sem contraste), mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, raio-X, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, histeroscopia, cistoscopia, entre outros, ligados às especialidades de oftalmologia.

A gestão da policlínica será realizada em parceria entre o Governo do Estado e os municípios que integram o consórcio. Os municípios cobrem 60% dos custos de operação, sendo que o valor é dividido proporcionalmente ao número de habitantes de cada um deles, e o Estado fica responsável pelos 40% restantes.

Policlínicas Regionais

Ao todo, as oito unidades inauguradas na Bahia entre final de 2017 e primeiro semestre de 2018 somam mais de 500 mil atendimentos a cidadãos das regiões de Guanambi, Jequié, Irecê, Alagoinhas, Feira de Santana, Valença, Santo Antônio de Jesus e Teixeira de Freitas. Outras 10 policlínicas estão em construção nos municípios de Salvador, Barreiras, Itabuna, Jacobina, Juazeiro, São Francisco do Conde, Simões Filho, Vitória da Conquista e Ribeira do Pombal.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.