• mapa de mídias
  • Portal SEI
  • RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova
  • Prêmio Boas Práticas

Planejamento

15/04/2019 17:00

Ações prioritárias da Secretaria de Políticas para as Mulheres são debatidas na Seplan

As principais ações da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) foram debatidas nesta segunda-feira (15), durante reunião entre o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, e a titular da SPM, Julieta Palmeira, na sede da Secretaria do Planejamento (Seplan), em Salvador. O enfrentamento da violência contra a mulher e sua autonomia econômica e social estiveram no centro do debate, que incluiu a participação de gestores e técnicos das duas pastas.

O secretário Walter Pinheiro ressaltou que esta reunião faz parte da agenda de trabalho montada para compatibilizar junto às secretarias e órgãos do governo, as metas de cada pasta com os mecanismos de planejamento do Estado, a exemplo do Plano Plurianual, Plano de Governo e Lei de Diretrizes Orçamentárias.

“Estamos fazendo estes encontros com todas as secretarias e, no caso específico da Secretaria de Políticas para as Mulheres, é muito importante que a gente firme cada vez mais o conceito de integração das políticas. Essa é uma secretaria que requer efetivamente essa exigência e também para que a gente possa, de uma vez por todas, colocar na ordem do dia as prioridades que tanto se anuncia. Então, portanto, o esforço é nesse sentido da Seplan se colocar à disposição para colaborar e, ao mesmo tempo, buscar promover essa integração”, afirmou.

Foto: Seplan
O secretário do Planejamento, Walter Pinheiro, e a titular da SPM, Julieta Palmeira, se reuniram na Seplan
(Foto: Seplan)

Para Julieta Palmeira, a iniciativa é muito relevante, no sentido de buscar identificar quais são as ações prioritárias pra compatibilizá-las com o próprio PPA e com o Plano de Desenvolvimento Integrado Bahia 2035, que está sendo construído pela Seplan. “São questões muito relevantes para o desenvolvimento da Bahia, principalmente se considerarmos que é quase que decisório o fato de termos políticas mais integradas sob o ponto de vista da implementação de políticas para as mulheres no Estado da Bahia”, destacou.

Fonte: Ascom/Seplan

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.