• mapa de mídias
  • Portal SEI
  • RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova
  • Prêmio Boas Práticas

Educação

14/03/2019 17:00

Estudantes da rede estadual celebram 172 anos do poeta Castro Alves

Os estudantes do Colégio Estadual Ypiranga, no bairro Dois de Julho, em Salvador, celebraram, nesta quinta-feira (14), o 172º aniversário do poeta Castro Alves (1847-1871) e o Dia da Poesia, na Praça da Piedade, no centro da cidade. A iniciativa faz parte de um projeto realizado, tradicionalmente, a cada 14 de março. Depois de recitarem e assistirem às performances poéticas do grupo Coletivo Poesia das Sete Praças, os alunos seguiram até à Praça Castro Alves, acompanhados da Fanfarra do Colégio Ypiranga, para mais uma homenagem junto a grupos de poesia convidados, como o Poetas da Praça e o Boca de Brasa. No entorno da estátua do poeta, estudantes e convidados recitaram e cantaram os parabéns para o poeta, ao redor de um bolo decorado.
 
O estudante Luís Carlos Soares, 17 anos, 3º ano, um dos que recitaram na Praça da Piedade, destacou o encantamento com a obra do poeta do Romantismo e autor de ideias políticas e sociais libertárias. “Eu fui apresentado à poesia de Castro Alves no Colégio Ypiranga, quando estava no 6º ano e participei de uma oficina. Fiquei encantado com a poesia empoderada dele, com a sua voz em favor dos negros. No 2º ano, estudamos o Romantismo e aí aprofundei nas poesias de Castro Alves, como ‘Navio Negreiro’, que sei recitar”, disse, orgulhoso.

A poesia de Castro Alves também empolga o estudante Filipe Duarte, 18, 3º ano. “Foi no colégio que me despertei para a poesia de Castro Alves e gostei muito do jeito que ele escreve e a temática libertária de sua obra. Acredito que foi através da poesia de Castro Alves que passei a compreender melhor os conteúdos de Literatura”, relatou. 

Dia da Poesia 

O 14 de março se tornou o Dia da Poesia a partir de 1999, por iniciativa da 30ª Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), para incentivar a promoção da leitura, da escrita, da publicação e do ensino da poesia. No ambiente escolar, ressaltou a professora de História Colégio Ypiranga, Maria Celuta Vilas Boas, os estudantes são estimulados a trabalhar a poesia durante todo o ano letivo. 

“Chamamos a atenção dos nossos alunos que hoje é um dia de celebração, mas o Dia da Poesia é todo o dia, porque a poesia é a linguagem da alma, por meio da qual as pessoas expressam os seus sentimentos. E Castro Alves é esta grande referência, porque ele usou a sua voz para combater as injustiças sociais. No Ypiranga, temos um trabalho contínuo com os estudantes, que são os protagonistas, e os incentivamos a produzir poesia. Além disso, temos um trabalho associado à comunidade do bairro, onde a arte é pulsante”, disse.

A professora de Língua Portuguesa, Elizabete de Oliveira, comentou sobre a proposta pedagógica interdisciplinar, o incentivo ao protagonismo estudantil e a importância da Literatura no cotidiano “Temos na obra de Castro Alves um incentivo para a poesia. Como ele viveu os últimos dias de sua vida no nosso colégio, costumo ressaltar para os nossos alunos a importância do local que habitamos e da poesia de Castro Alves, que foi o primeiro poeta brasileiro que fez da sua voz a voz do negro. Ele representa, para nós, o símbolo da liberdade. No Ypiranga, a poesia de Castro Alves é trabalhada de várias formas, como sarau e peças de teatro, como a dramatização de Navio Negreiro”.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.