• Portal SEI

Premiação

08/11/2018 18:56

SJDHDS recebe prêmio da Apae por atuação na defesa e garantia dos diretos da Pessoa com Deficiência

Em celebração aos 50 anos de serviço prestado à sociedade brasileira, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais Salvador (Apae) promoveu, nesta quarta-feira (7), uma cerimônia especial de premiação às instituições públicas e privadas que realizam e fomentam políticas públicas em defesa dos direitos da Pessoa com Deficiência (PcD) na Bahia. A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) recebeu a honraria em evento na Pupileira, em Salvador, com a presença da sociedade civil, organizações privadas e do poder público.  

Na cerimônia, o troféu foi entregue às entidades nas categorias de atuação em que estão inseridas: engajamento social; defesa de direitos; comunicação cidadã, relações institucionais; amigos da Apae; atenção à saúde; e legado social. “Através da nossa Superintendência dos Direitos da Pessoa com Deficiência [Sudef], nós, da SJDHDS, fomos premiados na perspectiva da garantia dos direitos. É um orgulho sermos reconhecido como parceiros de uma instituição com 50 anos de trajetória em dedicação e superação na saúde, na cidadania, na sustentabilidade de projetos sociais, inserção no mercado de trabalho e tantas outras atuações mais para garantir o direito de inclusão social das PcDs”, declarou o superintendente da Sudef, Alexandre Baroni, que recebeu o prêmio na cerimônia.

Esta é a primeira vez que a SJDHDS recebe a premiação da Apae, que completa 50 anos de serviços prestados. Para o secretário Cezar Lisboa, "o prêmio é um reconhecimento pelo trabalho realizado na SJDHDS, através da Sudef, com servidores comprometidos em levar as políticas públicas para Pessoas com Deficiência aos quatro cantos da Bahia".

Ao longo dos anos, a Sudef vêm realizando importantes ações e projetos com o objetivo de promover o respeito e a dignidade das pessoas com deficiência no Estado. Algumas ações que mais ganharam adesão foram: a reinauguração da Central de Intérpretes de Libras da Bahia (Cilba), em 2016, que já soma 3.368 atendimentos; e a promoção ao acesso à informação sobre o benefício do Passe Livre Intermunicipal, que garante direito de viajar sem custos em ônibus intermunicipais, o que resultou de, 2015 a 2018, a geração de 33 mil carteiras aos baianos e baianas.  

Fonte: Ascom/SJDHDS

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.