• São João da bahia

Funcionalismo

09/03/2018 15:00

Banco de Boas Práticas divulga iniciativas inovadoras de servidores estaduais

Iniciativa do Conselho de Qualidade do Serviço Público (Conquali), vinculado à Secretaria de Administração do Estado (Saeb), o Banco de Boas Práticas vem se consolidando como um espaço destinado a apresentar iniciativas inovadoras desenvolvidas pelos servidores estaduais baianos.

Lançado em outubro de 2017, por ocasião da cerimônia de entrega do Prêmio de Boas Práticas do Serviço Público, o site tem hoje 103 boas práticas cadastradas. Noventa delas são iniciativas premiadas pelo concurso, que desde 2009 é promovido pela Saeb com o objetivo de reconhecer e dar visibilidade a projetos que contribuam para a economicidade e a melhoria da qualidade do trabalho e dos serviços públicos prestados pelo Estado.

“Mais do que ter um repositório dos trabalhos premiados, nossa intenção é que a ferramenta seja incorporada ao dia a dia das equipes, que podem utilizá-la tanto para divulgar suas ações como para conhecer as iniciativas de outras unidades”, explica a administradora do Banco, Ana Lúcia Oliveira, da equipe do Conquali. 

A administradora lembra que um dos critérios utilizados para a seleção dos projetos premiados é justamente a replicabilidade. Isto é, o potencial de servir de modelo para ações de outros órgãos, sendo a divulgação por meio do banco um modo de facilitar a troca de experiências entre as unidades.

Para os interessados em identificar iniciativas inovadoras que possam ser replicadas, o site apresenta ferramentas de busca que facilitam a pesquisa de informações sobre os projetos de interesse a partir de variáveis como município, órgão, categoria e ano de premiação. 

Atualmente, a maioria dos projetos cadastrados no banco é voltada para melhoria de processos (38) e atendimento ao cidadão (23). Já o órgão com maior número de práticas cadastradas é a Secretaria da Saúde (20), seguida do antigo Instituto Mauá (15) e da Secretaria da Segurança Pública (14).

Para ter a boa prática cadastrada no site, o servidor deve preencher o formulário eletrônico disponível no endereço eletrônico e aguardar a validação da Assessoria de Planejamento e Gestão do órgão de lotação. A partir da próxima edição do Prêmio de Boas Práticas, o cadastramento eletrônico passará a ser obrigatório para todos que desejarem participar do certame. “Nossa sugestão é que os autores de projetos inscritos nos concursos anteriores que não foram premiados aproveitem agora para cadastrar seu trabalho no site”, acrescenta Ana Lucia.


Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.