• Novembro Negro

Pecuária

14/11/2017 14:00

Vacinas contra Febre Aftosa devem ser adquiridas em lojas credenciadas pela Adab

Durante o período da campanha de vacinação contra a Febre Aftosa, que segue até 30 de novembro, os produtores deverão adquirir as vacinas diretamente em uma das revendas autorizadas pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab). Por isso, a orientação é não deixar para última hora evitando a perda dos prazos. Devem ser vacinados bovinos e bubalinos de até dois anos de idade e declarados até 15 dias após a vacinação na Adab.

Esta ação é indispensável para que a Bahia permaneça livre da doença. É válido ressaltar aos produtores a necessidade da vacina contra a Brucelose. A Bahia é considerada zona livre da febre Aftosa nos últimos 20 anos. Os proprietários que não vacinarem o rebanho durante o período da campanha, e não fizerem a declaração serão multados no valor de R$ 53 por cabeça não vacinada e R$ 160 por propriedade não declarada, ficando impedido de vender ou transportar o rebanho.

O produtor deverá declarar outros animais como equídeos, ovinos, caprinos, suínos, aves e peixes. “O nosso objetivo é manter o status de zona livre de febre aftosa concedido à Bahia, pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Essa meta estabelecida pelo Governador, Rui Costa, através da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), garantindo a manutenção de índices vacinais superiores a 90% e o cumprimento semestral das metas exigidas pelos organismos internacionais”, ressaltou o diretor-geral da Adab, Paulo Cezar.

Ao manter o cadastro atualizado, o produtor pode ter acesso aos programas do Governo, com distribuição de animais, milho e financiamentos bancários. Para facilitar a regularização aos produtores, toda declaração poderá ser feita pela internet acessando o site da Adab.

A meta este ano é imunizar cerca de 3,5 milhões de cabeças. Além da declaração dos animais na faixa etária de até dois anos, o produtor terá que declarar as demais faixas etárias.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.