• Novembro Negro

Saúde

14/09/2017 16:40

Hospital do Subúrbio completa sete anos com nova ferramenta de gestão

Com sete anos de existência, completados neste mês de setembro, o Hospital do Subúrbio (HS) deixa a sua marca na saúde pública da Bahia e na história das PPPs em saúde no país, por seu pioneirismo. Desde a sua abertura ao público, em 14 de setembro de 2010, foram 639.808 pessoas atendidas, 68.177 procedimentos cirúrgicos, 86.723 internamentos, quatro prêmios internacionais e dois nacionais.

Na semana em que comemora sete anos de serviços prestados à população, o Hospital do Subúrbio inicia a utilização de uma nova ferramenta no Centro Cirúrgico, dando continuidade às ações da instituição de melhoria constante da gestão hospitalar.

Desde a última quarta-feira (13), está em funcionamento uma tela LCD que traz informações, em tempo real, sobre as cirurgias em andamento, as demandas cirúrgicas de emergência que acabam de chegar e os procedimentos agendados para as próximas 24 horas.

No painel, aparecem informações fundamentais para a equipe de médicos-cirurgiões, anestesistas e enfermeiros do Centro Cirúrgico, como dados do paciente (nome completo, sexo), o procedimento que está sendo realizado ou que será realizado, se o paciente precisa de hemocomponentes, de vaga em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), após a cirurgia, e a confirmação da realização do checklist de cirurgia segura. Além dessas informações, o dispositivo também mostra o nome do médico que solicita o procedimento e, caso a cirurgia já esteja ocorrendo, o nome dos cirurgiões e anestesistas que estão nas seis salas cirúrgicas do HS.

A coordenadora de enfermagem do Centro Cirúrgico, Karina Ribeiro, explica que a ferramenta contribui para reduzir a probabilidade de erros, diante do ritmo intenso e da dinâmica que caracterizam o Centro Cirúrgico. Antes, as informações eram transcritas à mão em um quadro, o que não permitia colocar a totalidade dos dados, devido ao limite de espaço. Com a tecnologia, a informação também ganha em agilidade, já que o sistema atualiza a tela a cada minuto.

Karina Ribeiro ressalta que o sistema desenvolvido pelo HS cria um importante banco de dados para o hospital. Ela afirma que, para possibilitar a implantação do painel, foi preciso informatizar algumas práticas, antes manuais, como o checklist de cirurgia segura, em um trabalho conjunto com a equipe de Tecnologia da Informação do HS. O recurso é uma conquista para a equipe gestora do hospital, que pode acompanhar o funcionamento das salas cirúrgicas em tempo real, de qualquer computador da unidade.
No seu 7º ano de funcionamento, foram atendidas 66.060 pessoas, sendo 26.752 provenientes do Subúrbio Ferroviário e 12.625 do entorno da região, representando 59,6% dos atendimentos. Vindos de outros bairros de Salvador foram 17.896 pacientes (27,1% do total) e de outros municípios da Bahia, 8.787 (13,3%). A taxa de ocupação do hospital tem se mantido no limite máximo, em 99,96% de sua capacidade instalada.

“O reconhecimento da qualidade do hospital é percebido pela população usuária do SUS que, residente na região do Subúrbio ou mesmo distante da unidade hospitalar, não hesita em buscar assistência na instituição”, declara a diretora-geral do HS, Lícia Cavalcanti. “Para nós, este é o melhor prêmio que temos, quando os pacientes buscam essa assistência, com resolutividade às suas necessidades”, conclui. Diariamente são realizados no HS, em média, 31 procedimentos cirúrgicos, com tempo médio de permanência de 9,51 dias de internação.


Fonte: Ascom/ Secretaria de Saúde do Estado (Sesab)

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.