• Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Investimentos na região sisaleira

Educação

13/09/2017 10:50

Educadores são treinados para pesquisa de ensino e aprendizagem

Educadores baianos estão sendo preparados para a aplicação nas escolas da pesquisa internacional Teaching and Learning Survey 2017/18 (Talis). Realizada em 45 países pela Associação Internacional para Avaliação de Rendimento Educacional (IEA) em parceria com diversas organizações, a ação tem o objetivo de obter informações sobre a educação nos países participantes e contribuir para o desenvolvimento e aperfeiçoamento das políticas públicas.

No Brasil, a pesquisa vai ser realizada em 400 escolas, sendo 26 unidades na Bahia. Para isso, professores e gestores participaram, na segunda-feira (12), de um treinamento no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador. A pesquisadora Camila Neves, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável por coordenar o Talis nacionalmente, salientou a importância da pesquisa para o desenvolvimento da Educação. “Esta atividade propõe ouvir dos diretores e professores sobre o ambiente escolar, assim como a satisfação deles com o trabalho. Normalmente temos dados mais objetivos e a Talis traz uma perspectiva mais de percepção do educador”.

Ediucadores pesquisa
Professores e gestores participaram do treinamento no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador.
(Foto: Suami Dias)

Camila explicou também como é realizada a pesquisa. “Com esse treinamento, estamos formando os coordenadores de pesquisa que atuarão na escola para aplicação dos questionários junto aos professores no período de 2 a 28 de outubro. Tudo será realizado online com o endereço eletrônico, que será disponibilizado e os educadores responderão perguntas para saber, por exemplo, se os professores são cooperativos entre si; quanto tempo levam para manter a ordem em sala de aula ou se sentem preparados pedagogicamente para a inclusão”.

Para o diretor de Informações Educacionais da Secretaria da Educação do Estado, Marcos Pinho, esta é uma oportunidade de conhecer a escola em diversos aspectos. “Com a pesquisa, podemos conhecer mais o professor, a gestão da escola e o padrão de atendimento oferecido nas unidades. Por isso, o Estado, em parceria com o Inep, mostra que tem um papel a cumprir, ajudando a execução da pesquisa com o objetivo de analisar os resultados e inserir nas discussões da Educação em toda Bahia”.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.