• Novembro Negro

Cultura

14/07/2017 17:40

Neojiba Itinerante volta a Plataforma neste domingo

De volta ao bairro de Plataforma, o Neojiba, Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia, leva compositores do final século XIX para a Igreja de Jesus Cristo Ressuscitado. O concerto acontece neste domingo (16), às 15h, e tem entrada gratuita. Sob a regência de Marcos Rangel, a Orquestra Castro Alves (OCA) executa obras como Dança Macabra, de Camille Saint-Saëns, Abertura da Ópera Ruslan e Ludmila, de Mikhail Glinka, e Abertura da Ópera Rienzi, de Richard Wagner.

A apresentação marca a terceira edição da série Neojiba Itinerante, que ao longo de 2017 leva as formações musicais do Núcleo de Gestão e Formação Profissional do Programa para diversos espaços em Salvador e Região Metropolitana. De acordo com Marcos Rangel, o repertório transmite muita energia. “Este é um grupo jovem e buscamos elevar o nível técnico dos músicos através do repertório. Ruslan e Ludmila, por exemplo, é uma peça com um nível técnico altíssimo para as cordas, assim como Rienzi é para os metais”, explica Rangel.

O concerto no bairro de Plataforma contará com a participação especial de um grupo de 16 bailarinos do Projeto Studio Arte, que apresentam uma coreografia criada exclusivamente para uma das obras do repertório. De acordo com Patrícia Gonzales, diretora de ballet da igreja, a iniciativa de incluir o grupo durante o concerto foi do Padre Emílio Bellani. “A expectativa das meninas é muito grande, pois elas nunca vivenciaram algo do tipo”, afirma Patrícia Gonzales. Para Marcos Rangel, maestro da Orquestra Castro Alves, essa parceria irá realçar o espetáculo.


Fonte: Ascom/ Neojiba

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.