• mapa de mídias
  • Investimentos na região sisaleira
  • Sei Bahia

Mobilidade

23/05/2017 14:50

Chegada do metrô à Paralela deve dobrar número de passageiros

Quem estava acostumado a enfrentar congestionamentos na Avenida Paralela, em Salvador, já pode economizar tempo e dinheiro. Com o início da operação comercial de quatro novas estações do metrô, nesta terça-feira (23), 180 mil passageiros devem circular diariamente por todos os pontos de parada, dobrando o número atual de pessoas que utilizam o modal. Em operação desde 2014, mais de 32 milhões de passageiros já passaram pelo metrô, uma das maiores intervenções de mobilidade em execução no país.

As novas estações - Pernambués, Imbuí, CAB (Centro Administrativo da Bahia) e Pituaçu - integram a Linha 2. Desde as primeiras horas da manhã desta terça (23), centenas de baianos já percorrem o novo trecho. Para o presidente da Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB), Eduardo Copello, as estações na Paralela representam a "ampliação da oferta do serviço do metrô para diversos bairros da cidade, como Pernambués, Boca do Rio, Imbuí, Narandiba, toda a região do Centro Administrativo - que tem uma demanda grande não apenas de funcionários como também de pessoas que procuram serviços públicos - até a região de Pituaçu. Estamos seguindo dentro do cronograma para que ele se torne o terceiro maior metrô do Brasil". 

Segundo o presidente da concessionária CCR Metrô Bahia, Luís Valença, essas são as primeiras de um total de oito estações na Paralela. “Já temos 20 quilômetros de trilhos, operando nas linhas 1 e 2, e 15 estações. O metrô vai mudar completamente a mobilidade na cidade de Salvador e região metropolitana. Esse é um sistema estruturante e esperamos uma mudança completa de comportamento dos baianos, começando a deixar o carro em casa, porque não faz mais sentido enfrentar engarrafamentos. O metrô está mudando completamente essa realidade”, explicou Valença. 

Foto: Camila Souza/GOVBA
Com as novas estações, 180 mil passageiros devem circular diariamente pelo metrô
(Foto: Camila Souza/GOVBA)

Integração e novos circulares

Agora, 16 trens circulam pelas estações do metrô, num intervalo de cinco minutos para a Linha 2 e 4 minutos e 40 segundos para a Linha 1, funcionando das 5h à meia-noite, incluindo fins de semana e feriados. Menos tempo de espera e garantia de conforto sem congestionamento para quem estava acostumado a esperar nos pontos de ônibus, como a auxiliar administrativa Danile Morais, que comemora a chegada do metrô a Pituaçu. 

“Eu saio de Canabrava e pego um ônibus que faz integração. Pago uma passagem só. Trabalho na Bonocô e se já é muito mais rápido quando pego o metrô na Rodoviária, agora ficou melhor ainda. Além de ‘pular’ o engarrafamento, ainda vou no ar condicionado, com conforto e muita segurança”, afirmou a auxiliar administrativa. 

Além da operação das novas estações, mais 19 linhas metropolitanas foram integradas ao metrô. Ao todo, já são 330 linhas urbanas e metropolitanas em que o passageiro paga apenas um bilhete, utilizando o cartão da CCR Metrô, o SalvadorCARD ou o Metropasse. Além destes, para chegar ao Centro Administrativo, os passageiros que optam por descer nas estações de Pituaçu ou CAB agora contam com circulares gratuitos das 6h às 19h30, de segunda a sexta-feira. Nas horas de maior movimento, como das 7h30 às 9h, das 12h às 14h e das 17h às 19h, os ônibus circulares saem dos pontos a cada dez minutos.  

"Nós estamos reforçando esta linha, colocando mais ônibus, para que as pessoas possam ter esse deslocamento interno na área do CAB. Elas podem vir de metrô, saltar na Estação CAB ou Pituaçu e seguir pela passarela para acessar a área onde estão os ônibus que fazem essa circulação. Esta linha já existia e tinha como ponto de parada o antigo Bahia Café Hall, na Paralela; os ônibus circulares não vão mais passar por este ponto. Quem vier de metrô ou ônibus deve atravessar a passarela para ter acesso a esses ônibus", destacou a superintendente de Mobilidade da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur), Grace Gomes. 

Foto: Camila Souza/GOVBA
Agora, 16 trens circulam pelas estações do metrô, das 5h à meia-noite, incluindo fins de semana e feriados
(Foto: Camila Souza/GOVBA)

Mais qualidade de vida

E não é apenas para quem utiliza ônibus que o metrô tem sido a melhor opção. Tem gente que opta por deixar o carro em casa, a exemplo do contador Alberto Barreto, que conheceu as novas estações nesta terça (23). “O carro traz uma série de despesas. Além do combustível, tem a manutenção, a preocupação de onde estacionar, a possibilidade de multas quando você trafega sem tanta atenção ou em um lugar por onde não está acostumado. O metrô é muito melhor porque funciona, é ágil, confortável e mais econômico. Além de possibilitar que eu fuja dos engarrafamentos, o que me dá mais qualidade de vida”, destacou o contador. 

Repórter: Anna Larissa Falcão

Áudio:

Vídeo:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.