• Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Investimentos na região sisaleira

Ouvidoria Geral

29/03/2017 18:00

Ouvidoria Ativa aproxima atendimento da rede à população baiana

Comemorando 15 anos de atuação na Bahia, a Ouvidoria Geral do Estado (OGE) lançou o projeto Ouvidoria ativa, que aproxima o atendimento do órgão e da rede especializada da população baiana. O objetivo é divulgar as ações e função da instituição para que os baianos possam se expressar, fazer sugestões e conhecer como podem realizar suas manifestações, através do site, redes sociais, telefone, WhatsApp, ou ainda na rede de SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) Móvel. Para isso, a OGE e ouvidorias especializadas vão realizar encontros com a sociedade para apresentar o serviço, com distribuição de informativos e a orientação para a população. Somente até dezembro deste ano, 20 encontros com a comunidade serão realizados na capital e no interior.

O lançamento oficial do programa aconteceu nesta quarta-feira (29) no Instituto Anísio Teixeira, com a presença de representantes da rede especializada de ouvidorias de Salvador e também do interior do estado, através de videoconferência transmitida para 24 municípios. Em tempo real, integrantes de órgãos de cidades como Feira de Santana, Vitória da Conquista, Caetité, Macaúbas, Pintadas, Juazeiro, participaram do evento que comemora os 15 anos da OGE e homenageia o Dia do Ouvidor, comemorado em 16 de março.

Para o ouvidor geral do Estado, José Maria Dutra, o novo projeto vai, além de aproximar as pessoas do serviço oferecido, como também vai permitir um balanço e melhorias de ações públicas para o coletivo. “No estado são 216 ouvidores entre órgãos, secretarias e estamos unidos nesta divulgação do sistema de ouvidorias. É muito importante atender às questões específicas do cidadão, para aperfeiçoar os serviços públicos a partir das manifestações das pessoas. Partindo destas sugestões e reclamações, podemos melhorar o atendimento do poder público às necessidades do povo baiano”, contou o ouvidor.


Rede de ouvidorias

A ação se estende para toda a rede de ouvidorias especializadas do Governo do Estado, que estão em secretarias, fundações, empresas, autarquias e demais órgãos, interligadas através do Sistema de Ouvidoria e Gestão Pública (TAG) – sistema de registro e gerenciamento dos atendimentos. Algumas delas já com experiências de sucesso no processamento dos dados que chegam ao órgão, como o caso da Secretaria de Administração, como contou a ouvidora da Saeb, Cassiana Mascarenhas. “Na secretaria, o trabalho da ouvidoria é utilizado como ferramenta de gestão, elaboramos relatórios mensais com as informações que chegaram até nós e, a partir daí, criamos ações de melhorias, tanto de serviços internos, como para criar ações pro governo em geral”, explicou Cassiana.


Atendimento piloto

Na última sexta-feira (24), o projeto Ouvidoria Ativa realizou uma atividade piloto no Colégio Estadual Rubén Dario, no bairro do Curuzu em Salvador. A atividade envolveu a comunidade escolar e moradores de bairro do entorno como San Martin, Liberdade e outras localidades. Para o gestor da instituição de ensino, Antônio Pimenta, a ação é importante para que o órgão conheça as necessidades das comunidades. “A iniciativa foi muito bem recebida pelos moradores, que têm muitas demandas. E fazer essa ação num espaço público que é a escola facilita a intermediação das necessidades da comunidade”, contou o gestor.

Áudio:

Vídeo:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.