• mapa de mídias
  • Investimentos na região sisaleira
  • Sei Bahia

Cultura

05/07/2016 10:20

BTCA realiza apresentação gratuita de 'Pílulas Dançadas' no Centro de Documentação e Memória do Ipac

O Balé Teatro Castro Alves (BTCA) apresenta nesta quarta-feira (6), a partir das 14h, o projeto ‘Pílulas Dançadas’ no Centro de Documentação e Memória (Cedom) do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), localizado no Pelourinho/Centro Histórico de Salvador. A apresentação integra as comemorações do Mês da Independência da Bahia – julho – por meio do ‘Calendário Cedom/Ipac’, que organizou uma série de atividades gratuitas, mas com vagas limitadas.

O ‘Pílulas Dançadas’ reúne solos, duos e quartetos. A proposta é ocupar e humanizar, por meio da arte, espaços de uso comum, como salas, rampas de acesso, corredores, recepções, pátios e outros ambientes. O Cedom/Ipac está instalado em um imóvel barroco-colonial de quatro andares, na Rua Gregório de Mattos, onde funciona a Biblioteca Manuel Querino, e está o acervo técnico que o órgão estadual produziu ao longo de cinco décadas.

O projeto tem coordenação de Mônica Nascimento, Adriana Bamberg e Solange Lucatelli e fez apresentações no Asilo D. Pedro II, Convento de São Francisco e Escola de Dança/Funceb. As coreografias são da bailarina mineira Morena Nascimento, que integra a renomada companhia alemã Tanztheater Wuppertal de Pina Bausch (1940-2009). O BTCA é vinculado à Fundação Cultural do Estado (Funceb) e tem como diretor artístico Antrifo Sanches.

O ‘Calendário Cedom/Ipac acontece até o dia 26 deste mês, com palestras, cursos e oficinas. Todas as atividades acontecem sempre das 14 às 17h, na sede do Cedom. Nesta terça-feira (5), a arquiteta Vivian Lene Lima realiza palestra sobre o ‘Inventário de Proteção do Acervo Cultural da Bahia’. Na quarta (6), acontece a apresentação do BTCA e na sexta (8) o arquiteto Francisco Senna aborda o 2 de Julho, na palestra que realiza.

Entre os dias 11e 15, acontece a Oficina de Fotografia, com o fotógrafo Lázaro Menezes. Nos dias 19 e 20, Oficina de Conservação, com a restauradora e historiadora Tânia Cafezeiro. No dia 22, haverá a apresentação da camerata da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), e, no dia 26 a palestra da professora doutora Ana Beatriz Simon Factum sobre ‘Joalheria escrava baiana: a construção histórica do design de joias brasileiro’. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (71) 3116-6737 e 3116-6945, email cepa.apoio@ipac.ba.gov.br e o site do Ipac.

Fonte: Ascom/ Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac)

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.