• mapa de mídias
  • Portal SEI
  • RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova
  • Prêmio Boas Práticas

Patrimônio

04/12/2015 18:00

Centro Histórico de Salvador festeja 30 anos de tombamento como Patrimônio da Humanidade

Maior conjunto arquitetônico do período colonial da América Latina, o Centro Histórico de Salvador completa 30 anos como Patrimônio Cultural da Humanidade - neste sábado (5) – declarado pelo então Fundo das Nações Unidas para a Educação, a Cultura para a Cultura e a Ciência (Unesco), em 1985.

O Governo do Estado tem presença marcante no espaço por meio de obras físicas e promoção de eventos, atividades artísticas e culturais. Sempre buscando incentivar a ocupação, a administração estadual mantém diversos órgãos funcionando na área.

Atualmente oferecem serviços no Centro Histórico as secretarias estaduais de Cultura (Secult), do Turismo (Setur), de Desenvolvimento Urbano (Sedur), da Saúde (Sesab) e da Segurança Pública (SSP), que têm unidades vinculadas no Centro Histórico.

Nos últimos anos, o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), vinculado à Secult, efetuou centenas de restaurações de prédios e monumentos, como o Palácio Rio Branco, a Casa das Sete Mortes, o Oratório do Pascoal, as igrejas do Boqueirão, Pilar e Rosário dos Pretos, entre outros imóveis.

“Temos atenção especial com o Centro Histórico de Salvador, que faz parte da identidade não só de Salvador mas de todo o povo baiano. O local é admirado pela beleza dos seus monumentos e pela sua riqueza cultural que se expressa, por exemplo, através da batida do Olodum e dos personagens míticos que na nossa imaginação ainda circulam por suas vias e vielas”, disse o governador Rui Costa.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.