• Portal SEI

Economia Solidária

24/10/2014 09:18

Brechó Eco Solidário será realizado no Parque da Cidade nesta sexta-feira e no sábado

Uma Feira de Economia Solidária, com 40 empreendimentos atendidos pelos Centros Públicos de Sussuarana, Barra e Mares, será uma das atrações do Brechó Eco Solidário. O evento, que acontece de sexta-feira e sábado (24 e 25), no Parque da Cidade, no bairro do Itaigara, em Salvador, tem como filosofia trabalhar o ‘futuro emergente’ da humanidade e sensibilizar a população baiana sobre os efeitos do consumo exacerbado.

Aberto ao público em geral, o Brechó funciona como um verdadeiro ‘mercado de trocas’ de bens usados, por meio da moeda social ‘Grão’ – troca de objetos por uma moeda que dá direito a compras durante o evento. Mas, na Feira de Economia Solidária o visitante poderá comprar artigos manufaturados como bijuterias, pedrarias, pinturas, bolsas, caixas de papel e de madeira, roupas, peças de crochê e tricô, alimentos doces e salgados, flores, entre outros produtos.

Melhoria da renda

Segundo a representante do Centro Público de Economia Solidária da Barra, Kátia Aparecida, a Feira serve como uma atividade de formação para os empreendimentos, oferecendo a chance para os empreendimentos mostrarem seus trabalhos e melhorarem sua renda.

“Os 40 empreendimentos atendidos pelos Cesol’s da Barra, Mares e Sussuarana foram implantados e são administrados por Organizações Sociais (OS) selecionadas pelo Edital 09/20012, que liberou um total de R$ 28 milhões para implantação de nove equipamentos nos municípios de Salvador, Pintadas, Cruz das Almas (centro norte), Juazeiro (norte), Guanambi (centro sul), Itabuna (sul) e Simões Filho (RMS).

O Brechó Eco Solidário terá ainda apresentações de músicas e dança, arte sustentável, oficinas de massagens, aulas de yoga e atividades de educação ambiental. Coordenado pela Associação Rede de Profissionais Solidários pela Cidadania o evento tem o apoio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), por meio da Superintendência de Economia Solidária (Sesol). “Buscamos ampliar a sensibilidade do público sobre a importância do consumo consciente, respeitando o meio ambiente, num exercício prático e divertido”, explica a coordenadora do evento, Débora Nunes.

Voluntários

A cada edição anual, o Brechó Eco Solidário, realizado desde 2006, procura incentivar a prática do desapego. “O ato de separar produtos e mercadorias, que não estão sendo utilizados em casa, e doar ou trocar no Brechó é uma demonstração concreta de responsabilidade ambiental e de consumo consciente”, diz Débora.

Para a realização do evento, trabalham de maneira voluntária aproximadamente 300 pessoas, entre professores e estudantes das universidades parceiras, artistas e terapeutas holísticos, e empreendedores da Economia Solidária.

O objetivo do Brechó é conscientizar a população sobre os efeitos do consumo para as mudanças climáticas atuais e incentivar os participantes a repensarem o consumo, buscando evitar desperdícios e priorizando os produtos saudáveis, que tenham produção de forma sustentável. Para participar basta pegar um produto que futuramente poderá será considerado descartável e dar uma vida útil ao mesmo, permitindo que seja utilizado por outra pessoa.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.